Cresce o número de homicídios em Barra do Choça: número de estupros diminui




Dois Mil e Dezessete foi o ano mais violento de toda a história de Barra do Choça. Dados da Secretaria de Segurança Pública da Bahia mostram um significativo aumento no número de homicídios, em relação aos anos anteriores.

Foram registrados 24 homicídios na "Terra do Café" em 2017, isso significa sete homicídios a mais do que em 2016, quando 17 pessoas foram assassinadas. 

Para termos uma noção maior do tamanho da violência em Barra do Choça, o Correio Barrachocense comparou o número de homicídios da cidade com os de outras cidades maiores da região. O resultado chega a ser surpreendente, das cidades com menos de 100 mil habitantes, apenas Itapetinga (28 homicídios) e Ipiaú (31 homicídios) tiveram mais assassinatos do que o município.

Guanambi, por exemplo, com aproximadamente 86 mil habitantes (mais que o dobro da população da Barra), teve 19 assassinatos, 5 a menos que Barra do Choça. Já Brumado, com quase 70 mil habitantes, teve oito mortes violentas, ou seja, um terço do número registrado em Barra do Choça. Outra cidade que teve menos homicídios que a Terra do Café foi Poções, com 19 crimes do tipo.


Redução do número de estupros

O ponto positivo é a redução do número de estupros, em relação a 2016. Naquele ano foram registrados 24 estupros, já em 2017, apenas 14 crimes desse tipo ocorreram no município.
Cresce o número de homicídios em Barra do Choça: número de estupros diminui Cresce o número de homicídios em Barra do Choça: número de estupros diminui Reviewed by Correio Barrachocense on abril 17, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Facebook